Aliança

Queria tirar minha aliança desde que deixei nossa casa. Não sei se por força do pensamento ou mágica divina ou uma piada sem graça do destino ela não saiu. Tentei com todas as forças tirar, até meu dedo ficar vermelho. Passei sabão, tentei óleo – nada.

Os dias foram passando, a saudade aumentando, e a aliança lá – uma triste lembrança do fim. Quando nos encontramos para assinar a papelada fiquei envergonhada. Além de estar sem aliança, nem marca de uma sobrou em você. Tentei esconder minha mão mas, por outra brincadeira do destino, sou canhota! Você viu, te olhei… Você desviou o olhar e foi embora, sem se despedir.

Continuei com a aliança… Muitos dias se passaram, minha vida melhorou. A única lembrança que me sobrou dos dias passados era a “bendita” aliança. Fui ao joalheiro e em menos de 5 segundos era uma mulher livre: sem arrependimentos, sem lembranças. Hoje não me lembro seu nome, sua fisionomia. A vida prosseguiu.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: